quarta-feira, 25 de junho de 2014

Volta



“Não é um “até amanhã” nem “até breve” e nem “até mais”. É um “até você mudar” ou “até você não ser mais quem você é”. Até nunca, então.” 
Gabito Nunes


 

Digo Piçarra - Volta

Fica só mais um segundo
Espera-te um abraço profundo
Nele damos voltas ao mundo
No amor mergulhamos a fundo
Quero-te só mais um momento
Para pintar o teu céu cinzento
Marcar o teu rosto no meu peito
Recrearmos um dia perfeito
Volta para bem dos meus medos
Preciso de ti nos meus dedos
De acordar-te sempre com segredos
Com um sorriso paravas o tempo!
Volta porque não aguento
Sem ti tudo ficou cinzento
Prefiro ter-te com todos os defeitos
Do que não te ter no meu peito
Porque sem ti não consigo
Volta para me dar sentido
Sou apenas um corpo perdido
Por isso só te peço que voltes
Volta, volta, volta, volta, volta

Mas tu não voltas
Partiste para outro mundo
Deixaste-me aqui bem no fundo
Só peço por mais um segundo
Volta só por um segundo

54 comentários:

  1. Que linda esta foto. Dá vontade de tê-la em um quadro na parede. Linda demais. Apaixonei. Amo marinhas.

    Abraço,
    Carolina

    ResponderEliminar
  2. Um pedido para que esse grande amor volte.
    lindo poema e vídeo amigo Antonio.
    bjs e obrigada pela visita e comentário.
    Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar
  3. Boa tarde AG

    Posso eleger isto com um poema de uma musica soberba.
    Adorei

    Beijinhos

    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  4. Poema muito tocante... a partida, por vezes inevitável, deixa um sufoco no peito e um desejo de querer novamente um reencontro.

    ResponderEliminar
  5. Foto linda, frase intensa! abraços,chica

    ResponderEliminar
  6. Olá António
    Um bonito poema de amor com uma musica que eu não conhecia...
    As partidas são sempre complicadas ... mas há que ter esperança de um novo amanhecer..:-))
    Um sorriso para si..:-))))
    Teresa

    ResponderEliminar
  7. Linda foto e bela frase.
    É verdade que esse até... é até que mudemos.

    Abraço.

    Ana Virgínia
    filhadejose.blogspot.com

    ResponderEliminar
  8. Oi António,
    Quando se ama aguentamos os defeitos do outro, seria um até breve, perde-se por um tempo indeterminado se o amor não tiver mais quem amar é até nunca, perde-se para a morte, pois não há ninguém que não se sacrifique só um pouquinho, só para ter o calor do amor.
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderEliminar
  9. Lindo o poema. Que o grande amor volte, se isto for melhor para ambos.Abraços,querido.

    ResponderEliminar
  10. há partidas inesperadas.

    a foto está perfeita!

    :)

    ResponderEliminar
  11. Oi gostei de tudo que li , muito bonito e humano.
    Espero tua visita no www.lialendoavida.blogspot.com.
    abraço

    ResponderEliminar
  12. A foto é uma maravilha, e o poema que não conhecia é interessante e bom de ouvir.
    Um post bem conseguido.
    Um abraço

    ResponderEliminar
  13. O mar nesta foto parece prata. Linda! As partidas inesperadas e as desilusòes são muito difíceis de ultrapassar.Mas, o tempo faz milagres ou não ...

    ResponderEliminar
  14. Olá António :)
    São interessantes a música do Diogo Piçarra e também a frase do Gabito Nunes.
    Penso que as pessoas dificilmente mudam, nós é que muitas vezes,
    precisamos mudar nossa maneira de olhar para elas...
    Beijos!

    ResponderEliminar
  15. OI ANTONIO!
    ESTA FOTO ESTÁ TÃO LINDA E SABES DO QUE ESTOU FALANDO POIS, EM TODOS OS COMENTÁRIOS ESTÃO ELOGIOS À MESMA.
    ABRÇS

    http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  16. Que bello!!! Como Siempre con mucha sensibilidad! Gracias por compartir.

    ResponderEliminar
  17. Fico rendida às sua fotos, António. O conjunto com o poema e a música funciona fantasticamente, mas as fotos são a minha perdição.
    Maravilhoso !
    Beijo. D

    http://acontarvindodoceu.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  18. oi Antonio,

    muito difícil quando a nossa felicidade
    depende da mudança do outro...
    a foto é maravilhosa...

    beijinhos

    ResponderEliminar
  19. Um bom momento musical e poético. Obrigada.
    Abraço

    ResponderEliminar
  20. Há voltas sem regresso, mas enquanto durar a memória a presença é constante.

    Lindíssima foto.

    Músicas sempre perfeitas.

    beijinho

    ResponderEliminar
  21. BONJOUR mais qu'il est beau et bonjour le rêve
    le regarder de loin doit être un superbe spectacle
    bise

    ResponderEliminar
  22. Fabulous picture! It's very hard to get a shot like this, so I'm VERY impressed!

    ResponderEliminar
  23. Belíssima foto.
    Suplica de um amor perdido.
    Adoro seu espaço e belíssima foto. Parabéns!
    Obrigada pelas sinceras palavras e seja bem-vindo.
    Abraços.

    ResponderEliminar
  24. Por mais que a música e as palavras sejam fantásticos, não conseguem igualar a beleza da fotografia, onde o veleiro parece embalado nos braços do mar. :)

    Kiss

    ResponderEliminar
  25. Boa noite Antonio.
    Belíssima foto, a sua frase deixa a reflexão,será que realmente há mudança completa, acho mesmo que o melhor seja ate nunca rsrs.
    Abraços.

    ResponderEliminar
  26. Texto dolorido, intenso, emoldurado pela imagem solitária do barco. Partidas são dolorosas. Gostei do blog. Já estou seguindo.
    Visite meu canto poético:
    www.preteritosmatinais.blogspot.com.
    Paz e bem! krika

    ResponderEliminar
  27. Entrei, vi e gostei
    por isso mesmo criei um link nos destaques do meu blog
    Vou vir mais vezes

    ResponderEliminar
  28. Boa noite, amigo!
    Colocar um ponto final no relacionamento é muito doloroso,
    mas muitas vezes inevitável. Lindo e perfeito!
    A foto me encanta!
    Abraço

    ResponderEliminar
  29. Concordo inteiramente que é "Até nunca mais"
    As pessoas não mudam,apenas fazem novas escolhas
    ou retornam para reforçar as antigas, mas são as mesmas
    de sempre.

    Os mesmos defeitos, as mesmas mazelas
    as mesmas paixões, os mesmos pecados,
    a mesma beleza e singularidade.

    ResponderEliminar
  30. sailing, enjoying the sea, the waves, the sun, the wind !
    beautiful image

    ResponderEliminar
  31. Amo pessoas que cuidam da natureza,
    que espalham sementes,
    plantam árvores que florescem o mundo
    Elas colherão frutos doces,
    independente das estações.
    Como é bom poder estar aqui
    nesse momento,
    que tento de todas as formas,
    pular obstáculos,
    saltar de paraquedas, pular da ponte,
    mais tenho medo de cair num abismo sem poder voltar.
    Obrigada pela sua amizade que tanto bem me faz.
    Um feliz final de semana beijos e meu carinho eterno.
    Evanir.
    Sim Amigo..Existe sempre um lugar onde a gente poderá um dia ser feliz.

    ResponderEliminar
  32. Que imagem é essa hei Antonio?
    Se eu disser que ficou magnífica, seria pouco.
    Está simplesmente perfeita e bela.
    Parabéns.
    Abraço

    ResponderEliminar
  33. A desilusão impulsiona o ato da partida, muitas vezes, para uma partida sem volta.
    "vou partir a geleira azul da solidão e buscar a mão do mar
    me arrastar até o mar, procurar o mar" João Bosco.
    A foto é inspiradora.
    Abraços.

    ResponderEliminar
  34. Olá Antonio querido

    Lindo poema...

    Acho que não precisamos esperar a vida nos tirar o que amamos, para saber que continuaremos a amar mesmo depois do adeus...


    Beijos e lindo domingo
    Ani

    ResponderEliminar
  35. Meu amigo

    Um poema nostálgico, mas muito belo. Por vezes um pequeno momento vale por uma vida se vivido com intensidade.

    Quero agradecer o carinho e apoio e dizer que estou voltando.
    Um beijinho
    Sonhadora

    ResponderEliminar
  36. Como é bom esse 'volta', esse regresso.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  37. Amar sempre não importa a situação, beijo Lisette.

    ResponderEliminar
  38. Puedes partir a otros mundos
    pero todos estan en este.

    Un placer leerte.

    ResponderEliminar
  39. António , a foto é magnifica . Você soube capturar a doçura do mar lindamente . Citação e vídeo perfeitos . Obrigada pela partilha . Beijos

    ResponderEliminar
  40. Un texto intenso, dolor y soledad inmensos como el mar.. una foto magnífica. Beso

    ResponderEliminar
  41. Que bello!!! Cuanta sensibilidad derramada aqui. Muy lindo volver a leerte. Gracias!!

    ResponderEliminar
  42. Es una imagene maravillosa..me encanta..y la del pez limpiando..magnifica..un saludod esde Murcia...

    ResponderEliminar
  43. As so many have said, Que Bello! It's so difficult to make a shot like that work, but you DID IT!

    ResponderEliminar
  44. a foto até parece um postal.....

    excelente!

    :)

    ResponderEliminar
  45. Very wonderful summer trips with your very amazing picture !!!
    Have a happy summer !!!

    ResponderEliminar
  46. Amigo António
    Esta é a minha terceira tentativa para comentar!
    Estive 3 semanas sem Internet e ainda não tenho o computador a 100%.
    Já não vou ser capaz de reproduzir fielmente o que antes escrevi...
    Fotografia soberba!
    As águas estão fabulosas!
    Queria dizer que a canção me parece um pedido lancinante que faz doer o coração...
    Bom fim de semana.
    Um abraço
    Beatriz

    ResponderEliminar
  47. Que poema lindo!! Revejo-me nele na perfeição...há 7 nos que faço esse mesmo pedido a quem partiu e me deixou sem chão...fico presa num sonho que me acompanha ao longo destes anos ...sempre o mesmo...que voltaste. " ele voltou"..tinha conseguido fugir daquele lugar.......deixo aqui o meu abraço.<3.

    ResponderEliminar