segunda-feira, 26 de março de 2018

A vida é tudo

Todos precisamos de alguém que necessite de nós




Mafalda Veiga - O Meu Amor

Às vezes não cabe no mundo
Tudo o que eu te quero dar
O tom e a cor descoser
Com o pensamento a milhas do sistema solar

Um brilho dentro do meu quarto
Acende a noite para mim
E desfaz o nosso pacto
Do espaço fronteiras e coisas afins

Espreito ao longe o universo
Solto em bolhas de sabão
Agarro os sonhos que me abraçam
Só para entender de que matéria são

Procuro com urgência e fogo
O mapa de um tesouro meu
Entre a deriva do teu corpo
E a bússola atenta do meu coração

O meu amor é tão bom
Que é só meu, só meu, só meu
O meu amor tá em modo de ser
Que é só seu, só seu, só seu
E é que não acaba mais
Tudo o que o meu amor tem
O meu amor é só meu
Não o dou a mais ninguém

Às vezes sentados no mundo
A balançar as pernas por cima do mar
Perdemos o tempo, mas por um segundo
Matamos a saudade que nos há de salvar

E eu cuido de mim prometo
Se doer, doeu, se chorar chorei
A vida é tudo o que me ensinaste
E mais tanta coisa que só eu é que sei

O meu amor é só meu
Não o dou a mais ninguém

terça-feira, 20 de março de 2018

Fico bem aqui



João Couto - Canção Só

Passou me ao lado o amor Sorriu-me e acenou Mas não sigo atrás Que o meu caminho é melhor Deleito-me em meu vagar, Vejo os outros passar E ninguém quer ouvir falar Em solidão Eu não Não sou de quem convém. Que mal é que isso tem? Eu não sou de ninguém Tu não Não vejas com desdém Meu passo apressado Eu não sou de ninguém No meu silêncio estou Um pouco mais em mim Não estou pronto que acabe já Fico bem aqui Quero morar em mim Um pouco mais, sem dó Troco um beijo sem amor Por uma canção só Toca o relógio Já são horas Toca o relógio Já são horas Toca o relógio Hora de voltar Troco um amor sem par, Troco uma voz sem nó, Troco um beijo sem amor Por uma canção só

quinta-feira, 15 de março de 2018

Sem princípio nem fim



Inês Herédia - Voltei a Respirar

Vem devagarinho
Que eu andei a beber vinho
Espero-te ao luar
Que viemos partilhar

Estava aqui sozinha
Mas com muita pena minha
Juntou-se o grupo ao céu
E tirou-me o chapéu

Ai, meu amor
Já toda a gente sabe
Que eu chego a casa tarde
Que eu voltei a sorrir
É tempo de assumir
Que o mar que tens em mim
Sem princípio nem fim
Entrou sem avisar
E eu voltei a respirar

Já não tenho medo
Nem acho que seja cedo
Quero-te elevar
Ao merecido patamar

Dás-me um mundo inteiro
Como Alberto Caeiro
Rebanhos a guardar
Ai que me levas ao altar

Ai, meu amor
Já toda a gente sabe
Que eu chego a casa tarde
Que eu voltei a sorrir
É tempo de assumir
Que o mar que tens em mim
Sem princípio nem fim
Entrou sem avisar
E eu voltei a respirar

Voltei a respirar
Voltei a respirar
Voltei a respirar

Que o mar que tens em mim
Sem princípio nem fim
Entrou sem avisar
E eu voltei a respirar

Voltei a respirar

quarta-feira, 7 de março de 2018

Com a vida

“Aprendemos com discernimento a distinguir as coisas boas"


Pedro Vaz - Diz-se

Diz-se que na vida nada acontece ao acaso
Diz-se tanta coisa muitas vezes por dizer
Diz-se para não falarmos nunca sem certezas
Mas é isso que passamos o dia a fazer
Diz-se sempre que ao nosso lado há alguém melhor
Diz-se que se tem fato e gravata deve de ser doutor
Diz-se que antigamente é que tudo era bom
Mas se fosse antigamente esta canção já não tinha som

Diz-se que qualquer um pode ser o que quiser
Diz-se que as verdades às vezes custam a dizer
Mas se todos falam mas poucos têm razão
Diz-se que é bem melhor fazer do que falar
Diz-se que só todos juntos podemos mudar
Diz-se que no fundo todos podemos amar
Diz-se que todos temos um lado bom no coração

Diz-se que por ai que isto vai tudo acabar
Diz que também que há males que vem por bem
Diz-se se tanta coisa que não faz qualquer sentido
Que mentiras piedosas são verdades ao ouvido
Diz-se que até existem guerras santas pela paz
Diz-se mal de quem morre e de quem as faz
Diz-se que tudo o que fazes vem de volta
A zanga tanta gente má por ai há solta

Diz-se que qualquer um pode ser o que quiser
Diz-se que as verdades às vezes custam a dizer
Mas se todos falam poucos têm razão
Diz-se que é bem melhor fazer do que falar
Diz-se que só todos juntos podemos mudar
Diz-se que no fundo todos podemos amar
Diz-se que todos temos um lado bom no coração

quinta-feira, 1 de março de 2018

Só o tempo o dirá


                 Faro a minha cidade 
O que a vida nos reserva, só o tempo dirá


Hoje 3.3.18, faz um ano que amiga Teté faleceu, deixo aqui, a minha sincera homenagem de reconhecimento à boa mulher e blogueira que partiu.

Paulo Gonzo - Quem Sou

Eu sou quem sou

mais do que alguém pode ver
vou além, sou audaz
sou capaz de surpreender

O que vou fazer
só o tempo o dirá
que queres tu de mim
que não te tenha dado já

Diz-me lá, em quê
como é passar ao lado
de ti, de nós
sem sequer o ter mostrado
Ah, ah, ah, ahaaa

Serei eu, só eu
que fica assim calado
como se nada
se tivesse passado
Quem é que não
remou pró mesmo lado
Ah, ah, ah, ahaaa

Eu sei que vou
ser o que me disseres
fazer mais do que sou
e esperar que também me esperes

Diz-me lá, em quê
como é passar ao lado
de ti, de nós
sem sequer o ter mostrado

Serei eu, só eu
que fica assim calado
como se nada
se tivesse passado
Quem é que não
remou pró mesmo lado
Serei eu, só eu, serei eu?

Serei eu, só eu
que fica assim calado
como se nada
se tivesse passado
Quem é que não
remou pró mesmo lado
Serei eu, só eu, culpado?

Serei eu, só eu
que fica assim calado
como se nada
se tivesse passado
Quem é que não
remou pró mesmo lado
Serei eu, só eu
que fica assim calado
como se nada
se tivesse passado