sábado, 19 de agosto de 2017

Somos


Somos o que somos por uma sucessão de razões.


  Visite-Estrela da Manhã-Lucimar da Silva

Martim Vicente - Meu Amor de Não Amor

Se não te amo não sei porque dói
Se não te quero não sei porque importas
Se não me inspiras não sei porque escrevo
Se não te respeito não sei porque choro

Meu amor de não Amor
Cortei tua pele mais rija
Meu amor de não Amor
E deixei que nela ferida
Visses o meu pecado

Já não enxugo os teus olhos
Já não abraço a tua dor
Já não acalmo a tua voz
Já não aqueço nosso amor

Meu amor de não Amor,
Cortei tua pele mais rija
Meu amor de não Amor,
E deixei que nela ferida
Visses o meu pecado

Porque a dor ganhou meu nome
E meu nome não vai mudar
E por isso perdoa-me
Não hoje, não agora, não neste lugar
Mas num dia em que já não te faça chorar

sábado, 12 de agosto de 2017

Nomeadamente e consequentemente

Quando optamos por ser feliz, consequentemente optamos por fazer feliz quem nos ama


Visite - VENTANA DE FOTO

VIRGEM SUTA - GENTE BESTIAL

Isto é perfeito, somos povo a preceito
Temos garra e tanto feito pelo mundo em geral
Nomeadamente e consequentemente
Temos dado a muita gente muita coisa e coiso e tal

Somos tão finos, finalmente conseguimos
E pr’além do que vestimos muito em nós chama atenção
Ele é bom tempo, vinho, praia e o talento
Para transformar saudade em postal p’ra exportação

Somos boa gente, genuína e diferente
Oscilando entre o valente e o choroso menos mal
Mas sobretudo tirando algum caso bicudo
Pouco temos de sisudo, mas sim coração graúdo
E derivado disto tudo somos gente bestial

À frente estamos há uma mão cheia de anos
Já até Facebookiamos, bitaitar é usual
E estou ciente que os genes desta gente
Ficarão para semente se houver juízo final

Por isso digo, sem ter medo de castigo
Se na bola somos perigo, no resto, sem exceção
Somos enormes, umas vezes nos conformes
Outras de jeitos disformes mas boa disposição

Somos boa gente, genuína e diferente
Oscilando entre o valente e o choroso menos mal
Mas sobretudo tirando algum caso bicudo

Somos povo tão sortudo, temos tremoço graúdo
Antena que apanha tudo, carnaval pelo Entrudo
Muito pouco de sisudo e derivado disto tudo
Somos gente bestial

sábado, 5 de agosto de 2017

Onde é que vais?


Quando se ama, é doloroso aceitar um fim.


Visite - Helma's natuurfoto's - Helma

Fernando Daniel - Espera

Eu já sei quem sou
E o que fiz
Foi para o bem de mim
Sou o que não fui
E serei o amanhã a dois

Onde é que vais
Espera por mim
Eu vou ser melhor por ti
Sempre que sais
Eu sinto o fim
Eu não quero ficar por aqui

Tu, dona de ti
Deixas me assim
Sem saber o que fazer
És, o que mais quero
Se fores eu espero
A vida sem ti não tem sabor

Onde é que vais
Espera por mim
Eu vou ser melhor por ti
Sempre que sais
Eu sinto o fim
Eu não quero ficar por aqui

Eu não posso ficar sem ti
É que eu não posso ficar sem ti

Onde é que vais
Espera por mim
Eu vou ser melhor por ti
Sempre que sais
Eu sinto o fim
Eu não quero ficar por aqui

Onde é que vais
Espera por mim