quarta-feira, 10 de abril de 2019

Se o brilho acabar

"Ama-se enquanto se ama, eis tudo. E quando já não se ama, amou-se."
Paul Magueritte, escritor francês.


    Diogo Piçarra - Tu E Eu

Se o amor nos deixar
A terra desabar
E o tempo nos mudar
Irei estar sempre aqui
A chama se apagar
Se a idade não perdoar
E quando não me ouvires cantar
Eu não sairei daqui
Se tu pensas em mim
Como penso em ti
Temos tudo então
Pra poder voltar ao sonho outra vez
Se tu dizes que sim
Sei por onde seguir
Que esperamos pra querer voltar a ser só tu e eu
Se o brilho acabar
E um dia for demais para dar
E o nosso olhar não se cruzar
Ficarei por aqui
Mas o amor já nos deixou
E o mundo desabou
Mas o tempo não mudou
O que foste para mim
Se tu pensas em mim
Como eu penso em ti
Temos tudo então
Pra poder voltar ao sonho outra vez
Se tu dizes que sim
Sei por onde seguir
Que esperamos pra querer voltar a ser só tu e eu
Só tu

domingo, 31 de março de 2019

Palavras


As palavras cortam mais que as facas. Elas não perfuram a pele, rasgam a alma.
                           Renato Russo   


Luís Sequeira-Se ao menos eu te odiasse

Se ao menos eu te odiasse, despia-te de mim. Roupa que alguém lavasse e punha na estória um fim. Ás voltas com o sem saber, onde ficamos? nas tintas! Acabo por sentir o que não quero que tu sintas. Amas-me? Eu não sei. Amo-te eu? Eu sei lá! Se algum dia eu te odiei, odiaste-me tu já. Se ao menos eu te odiasse Se ao menos eu te odiasse e não tivesse amor, Arranjava quem levasse para fora de mim a dor. Tu não sabes e eu também, não porque o desejasse. Sabe Deus o que eu tentei... Se ao menos te odiasse Amas-me? Eu não sei. Amo-te eu? Eu sei lá! Se algum dia eu te odiei, odiaste-me tu já. Se ao menos eu te odiasse Se eu não tenho Amor Tudo o que sou Já não tem valor Se ao menos eu te pudesse ter Conseguir te mudar Se ao menos eu Se ao menos eu (te odiasse) se ao menos eu te odiasse


domingo, 17 de março de 2019

Novos Caminhos

“O primeiro passo não te leva onde queres ir, mas tira-te de onde estás”.


OUTRA VEZ
Se eu for pensar na vida que me coube No que tive, tudo igual Tive o sol na pele, a tua mão na minha e tanta coisa que me magoou faz parte da vida que me coube Sempre soube agradecer Antes que acabe, que a luz se apague Quero o que me cabe, bom ou mau Se eu pudesse ser tudo o que fui Outra vez outra vez Se fosse tempo de recomeçar outro tiro de partida Sei que não fugia de um só dia Qualquer dia , qualquer hora Faz parte da vida que me coube Sempre soube agradecer E quando chegar o dia de partir Encontra-me a sorrir, encontra-me a cantar Se eu pudesse ser tudo o que fui Outra vez outra vez Antes que acabe, que a luz se apague quero o que me cabe, bom ou mau Se eu pudesse ser tudo o que fui Outra vez , outra vez