domingo, 16 de junho de 2019

Não Te Esqueças


Não te esqueças que o melhor da vida, é se tornar o que há de melhor na vida de alguém.
              Aucirlei Almeida


Catarina Munhá - Animal de Domesticação


Não me esfregues como um gato
Sei que tenho um ar pacato
Mas isso não quer dizer
Coitadinha da mulher

Para com essas alcunhas
Plenas de diminutivos
É que eu posso ser baixinha
Mas sou dura de roer

Não sou animal de domesticação
Guarda a trela, arranja um cão
Não sou animal de domesticação
Nunca tive jeito pr'a exibição

Eu não memorizo truques
E estou mal habituada
À equidade derradeira
Gosto de ser cavalheira

Não te esqueças, caro amigo
Cão que ladra não te morde
E eu nunca te ladrei
Tu não te metas comigo

Não sou animal de domesticação
Guarda a trela, arranja um cão
Não sou animal de domesticação
Nunca tive jeito pr'a exibição
Não sou animal de domesticação
Guarda a trela, arranja um cão

quinta-feira, 6 de junho de 2019

Mostra-me então

A vida nos mostra que orgulho é a maior dificuldade que temos que vencer dentro de nós mesmo e que quando vencemos, o troféu da humildade será a nossa maior recompensa
Márcio Alves



Hands On Approach - Cor De Um Dia
Trouxeste contigo um sonho
Que uma onda levou
Foi de alguma forma um jogo
Que não acabou
Trouxeste de volta a cor
Desse dia
Saudade, mostra-me então
Como és fria
Fiquei nesse dia só... eu
Gritei em vez de cantar, leva-me!
Fiquei nesse dia só... eu
Se fomos um só
Quem foi que nos separou
Mais uma mágoa
Que então por aqui ficou
Sei que a manhã traz esse perfume
Será teu?...Será do mar...
Talvez seja essa a razão
Que me faz esperar
Fiquei nesse dia só... eu
Gritei em

sexta-feira, 24 de maio de 2019

Percorrer


Somos sempre levados para o caminho que desejamos percorrer.


Zé Manel-Junho

São milhas que percorro
Enquanto vivo não morro a pensar em ti
E eu rasgo o coração
E eu canto uma canção
A pensar em ti

Onde é que estás
Será que estás bem
Como é que vais
Se terás alguém
Onde é que eu vi
Estarás aí
Quem é que eu sou
Se for alguém sem ti

São milhas que percorro
Enquanto grito não mordo ao pensar em ti
E em tudo o que me és quando dávamos os pés no adeus que eu escrevi

Onde é que estás
Será que estás bem
Como é que vais
Se terás alguém
Onde é que eu vou
Estarás aí
Quem é que eu sou
Se for alguém sem ti

Leva-me ao Monsanto e crê no encanto do meu canto outra vez
É um pranto quando não estás e há tantos
Porquês, vês…