quinta-feira, 15 de novembro de 2018

Barco


O barco de cada um está dentro de seu próprio peito.
                                  Mia Couto
                                                  (Cada Homem é uma Raça)




MARO & Manuel Rocha - Barco

Amar é ouvir com atenção A fúria do mar, uma canção E o grito que traz a emoção Do barco que vai sem direcção Amar é partir e querer voltar O sonho de ir, sem atracar Saudade que vem em contra-mão E o barco que vai sem direcção Amar é ouvir com atenção A fúria do mar, uma canção E o grito que traz a emoção Do barco que vai sem direcção Amar é partir e querer voltar O sonho de ir, sem acordar Saudade que vem em contra-mão E o barco que vai sem direcção

domingo, 4 de novembro de 2018

Muros


Não se pode chegar à alvorada a não ser pelo caminho da noite.
                          Khalil Gibran

                          Ensaísta/Filósofo/Poeta


Pedro Abrunhosa - Amor Em Tempo De Muros ft. Lila Downs

Partir é ferro que arde, Sem que se parta a lembrança, Que a mão esquerda te guarde Enquanto a noite avança. Eu hei-de voltar, Prometo! Se alguém perguntar, Eu volto! E se eu demorar, Dá-me o teu beijo apertado E que nos vejam dançar. Ohohoh Ohohoh Somos do lado dos puros, Meu Amor, Amor em tempo de muros. Préstame tus alas, Siempre supiste volar, Te doy mis ojos en brasa, Los tuyos no han de llorar. Yo he de traerte El fuego. He de liberarte, Lo juro! Y he de salvarte! Dame tu beso callado, De lejos voy a llegar. Ohohoh Ohohoh Somos del lado de los puros, Mi Amor, Amor en tiempo de muros. Ohohoh Ohohoh Son días oscuros, Mi Amor, Amor en tiempo de muros. Andam cobras no caminho, E das pedras do moinho, Hicieron alta la muralla, Batalla Dios para quedarse! Ohohoh Ohohoh Somos do lado dos puros, Meu Amor, Amor em tempo de muros. Ohohoh Ohohoh São dias escuros, Meu Amor, Amor em tempo de muros, Somos do lado dos puros, Amor sem tempo e sem muros.

terça-feira, 23 de outubro de 2018

Linhas Tortas

Amor é poesia que não cabe entre linhas


Frederico BC - Ponto Final

Se nas tuas linhas tortas E de pontuação errante Eu tentar ler direito Vejo-me cego e ignorante Será profunda paixão Ou leveza passional Gostas de mim exclamação Ou gostas ponto final? É sinal de permanência Ou dúvida sentimental Gostas de mim reticências Ou gostas ponto final? Gostas de mim sem limites Sem entraves, travessões Sem aspas, parênteses, vírgulas Sem segundas acepções? Eu gosto de ti e é tudo Gosto de forma total Gosto sem reticências Gosto, ponto final É sinal de permanência Ou dúvida sentimental Gostas de mim reticências Ou gostas ponto final? É sinal de permanência Ou dúvida sentimental Gostas de mim reticências Ou gostas ponto final? E tu que és toda prudências Aspas e hesitações Podias ter a decência De responder com urgência Às minhas interrogações É sinal de permanência Ou dúvida sentimental Gostas de mim reticências Ou gostas ponto final?