segunda-feira, 28 de julho de 2014

Perdoar

“É possível desculpar alguém que cometeu um erro imperdoável?”


Jorge Palma-Imperdoável

Imperdoável é o que não vivi
Imperdoável é o que esqueci
Imperdoável é desistir de lutar
Imperdoável é não perdoar

Tive dois reis na mão
E não gostei
Vi catedrais no céu
Não as visitei
Vi carrosséis no mar
Mas não mergulhei
Imperdoável é o que abandonei

Vejo-me cego e confuso nesta cama a latejar
O que seria de mim sem o meu sentido de humor
Praticamente mudo sinto a máquina a bater
É o rugido infernal destas veias a ferver

Imperdoável é dispensar a razão
Imperdoável é pisar quem está no chão
Imperdoável é esquecer quem bem nos quer
Imperdoável é não sobreviver

Vejo-me cego e confuso nesta cama a latejar
O que seria de mim sem o meu sentido de humor
Praticamente mudo sinto a máquina a bater
É o rugido infernal destas veias a ferver

Imperdoável é o que não vivi
Imperdoável é o que esqueci
Imperdoável é desistir de lutar
Imperdoável é não perdoar

Não perdoar
Não perdoar
Não perdoar.

39 comentários:

  1. Bom dia Antonio.
    Acho que o perdão de algo grave são para poucas pessoas, perdoar algo imperdoável é uma das mais difíceis lições de vida,mas necessário para se manter a paz interior tão necessária para todos nós.
    Linda imagem.
    Uma feliz semana.
    Abraços.

    ResponderEliminar
  2. Oi António,
    Linda foto e vídeo.
    É engraçado que as pessoas só vêm pedir perdão, depois de calejar nossa alma com desamor, quando estão num leito de morte. Eu perdoo, mas não esqueço jamais e isso faz mal para minha alma, mas um dia eu aprendo.
    Beijos no coração
    Lua Singular

    ResponderEliminar
  3. Oi Antonio,eu acho que é possível perdoar,a nossa alma fica
    bem mais leve.
    Bjs amigo e um ótimo inicio de semana.
    Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar
  4. Que bueno el trio, fotografia, música y poema, un abrazo.

    ResponderEliminar
  5. Depende de quem merece ou não o nosso perdão... ou perdoa-se mas... e esquecer?! Consegue-se?!
    Boa música, letra e foto!

    ResponderEliminar
  6. Bonsoir encore une photo qui fait rêver
    le pêcheur doit se régaler et j'adore aussi la pêche et tes vagues bisous

    ResponderEliminar
  7. Um «post» que é um sonho!

    Belíssima fotografia (como já é hábito).

    Beijo

    ResponderEliminar
  8. OI ANTONIO!
    IMPERDOÁVEL, É TER DEIXADO QUE A VIDA PASSASSE, SEM NUNCA HAVER PERDOADO ALGUÉM OU PEDIDO PERDÃO.
    UMA FOTO LINDA, COMO SEMPRE AQUI SE ENCONTRA E A MÚSICA TAMBÉM.
    ABRÇS

    http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  9. Maravilhoso! abraços praianos, tuuudo de bom,linda semana! chica

    ResponderEliminar
  10. Perdonar perfuma el corazón.
    Hermosa foto y bellos versos Antonio.
    Te dejo un abrazo gigante.
    ¡Feliz semana ! <:)

    ResponderEliminar
  11. Boa noite, António Gomes

    Se perdoar é possível? É... mesmo erros daqueles "cabeludos" lool Quando se Ama.... e quando se olha para dentro de nós e pensamos: Todos nós erramos, ou se o outro errou, algo em mim falhou...!! cabe a cada um ter a capacidade de perdoar... Falo do que sei!

    Adoro esta musica.

    Beijinhos e uma semana feliz
    Coisas de Uma Vida 172

    ResponderEliminar
  12. As últimas quatro fotos que publicaste são excelentes !!!

    ResponderEliminar
  13. António, imperdoável é desistir de alguma coisa , imperdoável é
    não ter capacidade de perdoar o perdoável, imperdoável é perdoar o imperdoável.
    Eu não perdoo ser traida por uma pessoa amiga de longa data.
    Imperdoável é não gostar de Jorge Palma e das suas letras fantásticas,
    e admirar também o seu estatuto de não vedeta.
    Música e foto excelentes!
    xx

    ResponderEliminar
  14. É. Porque perdão é isso mesmo. :)

    ResponderEliminar
  15. Essa música é linda. Já conhecia. E penso que perdoar é fundamental para saúde psíquica, física e espiritual. Não perdoar é carregar tralhas consigo, é deixar apodrecer e carregar entulho.

    A fotografia do pescador está especial. Gosto imenso de fotografar pescadores.

    ResponderEliminar
  16. Amazing shot, so beautiful.
    I have forgiven many and at peace.
    Great song ....

    ResponderEliminar
  17. Très joli post! superbe photo qui me rappelle le bord de plage à Arcachon où certains pêcheurs venaient le matin très tôt pour prendre du poisson comme cela en bord de mer.

    ResponderEliminar
  18. Existem erros imperdoáveis? Tudo depende da capacidade de cada um para o perdoar. Como diz a letra da canção, imperdoável é chegarmos ao fim da vida e chegarmos à conclusão que por inércia, medo ou qualquer outra razão, passamos ao lado da vida que desejáramos ter vivido.
    Um abraço

    ResponderEliminar
  19. oi Antonio,

    perdoar é um aprendizado,
    e estou aprendendo,
    quando perdoamos tudo muda,o universo muda!!!

    beijinhos

    ResponderEliminar
  20. Saber perdoar... :)
    A foto... ah, a foto...
    Abraço. D

    http://acontarvindodoceu.blogspot.p

    ResponderEliminar
  21. Quem nunca errou que atire a primeira pedra.
    Errado é ser perdoado e continuar cometendo
    o mesmo erro.
    Bjus e feliz dia Antonio


    ResponderEliminar
  22. Oi Antonio! Eu tinha perdido as últimas obras. Esta série de grande mar e das praias, com fantásticas cores naturais. Eu amo :)
    Um grande abraço;)

    ResponderEliminar
  23. Perdoar é para poucos...
    Abraço Lisette.

    ResponderEliminar
  24. Oi Antonio, conheci teu blog através dos blogs de amigos, gostei muito.
    E esta sua postagem é muito boa... o perdão.
    Querer e poder... seria tão melhor se todos pudessem perdoar!
    Uma boa noite!
    Mariangela

    ResponderEliminar
  25. Perdonar serena el alma, la nuestra y la ajena, bella fotografía.
    Un beso.

    ResponderEliminar
  26. Gostei da imagem e da música de Jorge Palma. E da reflexão que faz sobre o perdão... Não tenho a certeza de haver erros imperdoáveis...
    Beijo.

    ResponderEliminar
  27. Depende de lo que haga, hay cosas imperdonables.
    Un beso!!

    ResponderEliminar
  28. Bom dia, António. Perdoar não é sempre fácil, depende do erro que foi cometido, da pessoa em questão, da gravidade e da nossa capacidade em perdoar.
    Talvez até queiramos, mas no nosso íntimo não conseguimos.
    Isso não acontece somente com erros sofridos pelos outros e sim com os que praticamos e temos a imensa dificuldade em perdoas a nós mesmos.
    Imperdoável? Talvez seja, creio que é uma questão de evolução espiritual.
    Perdoar faz bem, liberta, mas não é fácil, ainda mais se não fizemos nada de errado e sofremos na pele as injustiça.
    Perdoar, antes de qualquer coisa, tem de vir da alma sincera, sem hipocrisia, pois assim, Deus nem aceita e somente nos enganamos.
    Tenha uma semana de paz.
    Beijos na alma.

    Redescobrindo a Alma

    http://refugio-origens.blogspot.com.br/2014/07/comemorando-o-amor.html (escrevo nos dias 09 e 23 de cada mês neste blog).

    ResponderEliminar
  29. EXCELENTE LÍRICA Y MENSAJE.
    UN ABRAZO

    ResponderEliminar
  30. Bellos versos, el perdón es liberador, es un trabajo diario de aprendizaje y respeto al prójimo y a uno mismo.
    Un hermosa foto y el video también.
    Beijos!

    ResponderEliminar
  31. Hola de nuevo, primero pedirte disculpas por todo este tiempo en el que no me he pasado por tu blog, lo cierto es que he estado haciendo un curso y me ha sido imposible, pero nuevamente ando por aquí disfrutando de tus publicaciones, un abrazo. Unos trabajos maravillosos como siempre.

    ResponderEliminar
  32. Hola, creo que se puede, ero todo depende del grado en que nos afecte ese error.
    Un abrazo

    ResponderEliminar
  33. Olá António
    Perdoar é sempre possível... esquecer é que já é mais complicado e raramente acontece.
    Um sorriso para si..:-)))
    Teresa

    ResponderEliminar
  34. Olá António,
    É sempre possível perdoar, pois perdão é decisão...
    Perdoemos, não porque a pessoa mereça, mas nós temos direito a paz interior!
    Beijos :)

    ResponderEliminar
  35. on dirait qu'il rapporte le poisson à la mer :))) magnifique photo!

    ResponderEliminar
  36. Perdoemos pois
    o que não se esquece...

    Deixo um beijo.

    ResponderEliminar
  37. Photos et textes pleins d'humanité.
    Merci de votre commentaire à propos de Camus

    ResponderEliminar