segunda-feira, 6 de janeiro de 2014

Sinais que Ficam


                                 “Não faz sentido termos a capacidade de nunca esquecer as más coisas”  
 
 
 
Dei-te Quase Tudo                                    
Foste entrando sem pedires
E marcaste os teus sinais
Tatuaste a minha vida
Ferro e fogo e muito mais
Vasculhaste os meus segredos
E eu deixei
Sem reservas nem pudor...
Invadiste os meus sentidos
O que não fiz por amor
E deixaste a minha vida
Meio perdida
Neste beco sem saída..
Dei-te quase tudo
E quase tudo foi demais
Dei-te quase tudo
Leva agora os teus sinais
Obrigaste-me a quebrar
Todas as leis
E deixaste-me ao sabor
Na loucura
Dei-te os dedos e os anéis
E o que tinha de melhor...
Dei-te quase tudo
E quase tudo foi demais
Dei-te quase tudo
Leva agora os teus sinais.
 

43 comentários:

  1. Linda foto! E sempre fica uma marquinha, uma lembrança! abraços.,chica

    ResponderEliminar
  2. Olá boa tarde

    É dificil... Mas consegue-se com as coisas boas.

    Musica excelente
    ´
    Tenha uma boa semana

    Beijo

    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  3. COUCOU elle est géniale ta bestiole bravo et encore bravo pour cette superbe photo
    car pas facile en vol et toi tu viens de le faire facilement
    mais alors chez toi il fait très beau
    cette fleur ressemble à nos fleurs les cistes des fleurs si belles et très délicates
    Merci beaucoup j'adore ta photo BISOU

    ResponderEliminar
  4. Foto linda, de uma precisão vinda
    de um grande fotógrafo. Parabéns.

    abç

    ResponderEliminar
  5. Hello, blog hopping and found your beautiful blog.

    Nice post.

    Please visit mine too and feel free to add comments.

    Thanks
    Rajiv
    www.magnificentdewdrops.blogspot.com
    www.magicalpresent.blogspot.com

    ResponderEliminar
  6. Bom dia Antonio.
    Quem vive a pensar nas coisas ruins do passado,fica muito ocupado,e perde os belos momentos presentes rsrs.
    Que bela foto.
    Uma linda semana.
    Beijos.

    ResponderEliminar
  7. Eu, graças a Deus, procuro esquecer tudo que me faz mal.
    Amo viver em paz com meu coração e minha alma. Rancor, mágoa,
    raiva, ódio, só atrasa nossa vida, nos impede de evoluir e nos deixa
    amargos e infelizes. Estou fora dessa. Quero mais é se feliz e ri muito.
    Um bj e felicidades Antonio.

    ResponderEliminar
  8. Sempre é bom esquecermos aquilo que nos feriu,
    mas ficam as cicatrizes,que jamais se apagarão.
    bjs amigo Antonio.
    Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar
  9. Olá,

    lindíssima!!!

    Tenho sentido sua ausência em meu blogues, mas sejam quais forem, respeito as suas razões.

    Um abração carioca, Brasil.

    ResponderEliminar
  10. Hola querido Antonio !! Bellos versos. Bella imagen.
    ¡FELIZ AÑO QUE TODAVIA NO TE LO DI !! :)
    Un abrazo.

    ResponderEliminar
  11. Ah... Sou a favor que se ame de verdade, que se dê os anéis e os dedos. Se não der certo, paciência, mas sairemos com a sensação de ter tentado ao máximo. Mas, música com sentimento, é o que vale. É linda por isso! :)

    ResponderEliminar
  12. Olá Antônio,

    É verdade. Não há sentido em ficarmos presos a marcas infelizes. O que não foi bom deve ser colocado para fora da memória e do coração. Os sinais ficam, pois fazem parte da nossa história.
    Bonita a música e linda a imagem.

    Abraço.

    ResponderEliminar
  13. Thats a fantastic shot......good work.

    Greetings, Joop

    ResponderEliminar
  14. Intentar hacer fotografias a los insectos,és muy dificil por la movilidad de ellos.
    Lo conseguiste,enhorabuena

    ResponderEliminar
  15. Faz sentido sim! Principalmente quando se Sente na pele, na Alma e no Coração anos a fio...Perdoar até se perdoa, agora Esquecer...
    Linda foto.

    ResponderEliminar
  16. Faz sentido sim! Principalmente quando se Sente na pele, na Alma e no Coração anos a fio...Perdoar até se perdoa, agora Esquecer...
    Linda foto.

    ResponderEliminar
  17. Faz sentido sim! Principalmente quando se Sente na pele, na Alma e no Coração anos a fio...Perdoar até se perdoa, agora Esquecer...
    Linda foto.

    ResponderEliminar
  18. Só nos deveríamos lembrar das boas coisas. :)
    É fantástico captar o movimento das asas!

    ResponderEliminar
  19. Com algum treino, consegue-se bloquear ou desviar essas memórias.
    Boa semana!

    ResponderEliminar
  20. Oi António,
    Pode ser errado, mas eu não esqueço de nada da minha vida, às vezes lembro mais dos dissabores que alegrias e isso me fere muito e estou sempre com um escudo à minha defesa e isso não é bom para outras pessoas.
    Ma, eu sou assim;: foram tantos sofrimentos, impossível esquecê-los
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderEliminar
  21. Pois foi a isso mesmo Lua, que eu me Referi !!

    ResponderEliminar
  22. Oi!Gostaria de convidá-lo a conhecer meu novo endereço:

    www.feitaparailetrados.blogspot.com

    Ainda estou arrumando a casa, mas já pode se abrigar por lá!
    Obrigada pelo carinho enquanto estivemos juntos no leiakarine.blogspot.com
    Tô te esperando...

    ResponderEliminar
  23. What a beautiful photo!
    Greetings, from Holland

    ResponderEliminar
  24. Yo creo que si, que tiene mucho sentido, nos fortalece, preciosa imagen y música.

    Besos

    ResponderEliminar
  25. oi Antonio,

    estamos aqui para aprender,
    inclusive aprender a esquecer
    o que nos fez mal...

    amei a foto!
    beijinhos

    ResponderEliminar
  26. pois é, não faz sentido, mas...
    a foto está óptima.
    e gosto muito do Paulo Gonzo!
    boa semana!
    beijo

    :)

    ResponderEliminar
  27. Algumas fatos nos marcam profundamente, bons ou ruins, alguns são mais difíceis de esquecer.
    Linda música, sempre a oportunidade que tenho de ouvir uma boa música aqui.
    E a imagem fantástica, acho que sinalizou bem a questão de deixar sinais (marcas).

    beijo

    ResponderEliminar
  28. que super foto! no conhceco o Paulo Gonzo, mas asplavras sao lindissimas!
    sabe ando mto cansada assim que se voce ve nao venho todos os dias, ja sabera pqe...
    beijossssssssss

    ResponderEliminar
  29. Boa tarde, António!

    Há ciclos que, por vezes, foram abertos por nós, ou por culpa nossa, e que NUNCA, NUNCA, conseguiremos fechar.

    Faltou o "QUASE", que é sempre o muito importante.

    Gostei da foto, sobretudo, porque não é mar. É natureza, simplicidade e beleza.

    Abraço, com consideração.

    ResponderEliminar
  30. Retificando: Faltou o "QUASE" que é sempre o MAIS importante.

    ResponderEliminar
  31. Ando para lhe pôr esta questão há imenso tempo, mas vai ser, hoje e agora.

    Há blogues, onde os "proprietários" dos mesmos colocam vídeos . Se eu já conheço, ou nada me dizem, nem os ouço, e, logicamente, não teço qualquer consideração, sobre o mesmo, o que não foi o caso do que colocou nesta sua publicação, que embora eu não tenha dito nada acerca desta canção, ela tem qualidade, na minha opinião, ao contrário de outras, que aqui, tem colocado, mas, ISTO, é a minha opinião.

    Então, a pergunta é: por que transcreve sempre a letra da canção no seu blogue? Há imensas respostas/justificações, ou poderá só haver uma, mas, a que me salta logo aos olhos é: facilitar a leitura, e consequente natural compreensão, ao leitor, sobretudo caso ele/a não seja Português. Obviamente que só responderá, se pretender.

    Obrigada!

    ResponderEliminar
  32. Paulo Gonzo, um intérprete fabuloso

    Imagem fantástica

    Sou benfiquista de alma e coração, pelo que senti profundamente a morte de Eusébio da Silva Ferreira

    Que descanse em Paz
    **********************************
    Deixo abraço
    ***************************
    http://pensamentosedevaneiosdoaguialivre.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  33. Este poema diz-me muito. Desejo que esteja bem.
    Bj.
    Irene Alves

    ResponderEliminar
  34. Amigo António
    Uma flor! Um insecto! Um grande e atento fotógrafo! A Natureza no seu melhor!
    A sua legenda está muito certa: «não faz sentido!» Mas as feridas demoram sempre um pouco para cicatrizarem.
    Parabéns,António! A sua sensibilidade é única!
    Uma feliz semana
    Um abraço
    Beatriz

    ResponderEliminar
  35. Sem dúvida que a guardar, que seja o bom e o belo e não os momentos de infelicidade que só devem servir para não repetirmos eros ou aprendermos com o passado... nada de mais...

    Um forte abraço

    ResponderEliminar
  36. Achei a foto incrível, podemos ver nitidamente o movimento das asas da abelha, e com ela, seguirmos em voo rumo à polinização; aprender com a natureza o sentido da multiplicação, em especial com os sentimentos.

    Mais um dos seus belos trabalhos, parabéns!

    ;))

    ResponderEliminar
  37. Desde que consigamos perdoar, não faz mal não esquecer. Bela foto!

    bjs e um feliz ano

    ResponderEliminar
  38. Bem, "grão a grão, enche a galinha o paparão", pois assim são os comentários, que vão chegando aos nossos blogues, mas a "freguesia" está menos populosa. Contudo, o "patrão" já percebeu isso, e posta, menos.

    Olá, António!

    Está bem?

    Hoje, lembrei-me de si, mas foi só hoje, não entre já em "euforias".

    Estava a olhar a foto que fez, e que colocou nesta publicação, e pensei: será que o inseto dá ferradelas? É abelha ou zangão?

    A propósito de comentários, o "senhor" está a "dever-me", no mínimo, uns dois deles. É verdade! Vamos lá "acertar contas", porque na minha vida não há "deficit".

    Tem todo o direito de ser de outro clube qualquer, ou até nem gostar de futebol (já somos dois), mas Eusébio morreu.

    Tenha uma tarde bonita. Em Lisboa está sol, embora tímido. Se aqui está assim, no " Reino dos Al Garbs, teve estar muito melhor".

    Abraço com estima e algum à-vontade.

    ResponderEliminar