domingo, 10 de novembro de 2013

Navegar


Não deixes de navegar, o mar é o teu assentamento, é o teu tudo, é a tua chance de alcançar a felicidade.
 
 
 
Segredos do Mar
Ta kohília ihoúne tis thálassas to rithmó
I palíria férni éna grámma érotikó
Sto paráthiro mou vlépo éna plío na perná
O naftis fonázi antío apó makriá
Os búzios soam o ritmo das marés
A preia-mar dá à costa uma carta de amor
Da minha janela vejo um navio a passar
Um marinheiro lá bem longe diz adeus
A Lua guarda eternos segredos
Mais profanos da nossa paixão
O Mar liberta e solta os medos
Que se escondem no teu coração
Mátia mou, Na horevis se kitó
Ta mátia sou, In tou féggariou to fos
To grámma élege agápi mou tha fígo
Na érthi elpízo i méra na se xanadó
Tin kardiá sou kitó sto feggári pou hámogelái
I thálassa akóma to áromá sou kratái
A carta dizia amor vou partir
Oxalá um dia te volte a encontrar
No sorriso da lua vejo o teu coração
Ainda sinto o teu cheiro na brisa do mar
A Lua guarda eternos segredos
Mais profanos da nossa paixão
O Mar liberta e solta os medos
Que se escondem no teu coração
Mátia mou, Na horevis se kitó
Ta mátia sou, In tou féggariou to fos
 

30 comentários:

  1. É lindo o mar...foto maravilhosa

    Bom e feliz Domingo.
    *******
    http://pensamentosedevaneiosdoaguialivre.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  2. Caro António
    Mais uma bela fotografia!
    Como dizia o poeta:«Navegar é preciso!»
    Muitos parabéns.
    Um abraço
    Beatriz

    ResponderEliminar
  3. Lindo mar,lindo tudo! (Não viste o teu céu por lá? Faz já alguns dias, acho dia 7!) abração,chica

    ResponderEliminar
  4. Belíssimo!Estarei sempre navegando, em busca aos meus objetivos.Bjs e um lindo domingo!

    ResponderEliminar
  5. Imagem fabulosa....e navegar é preciso!
    Bjs
    Maria

    ResponderEliminar
  6. Boa noite Ag

    Que Foto fantástica!! O Mar é sempre maravilhoso, para tudo.

    Não conhecia esta musica.. mas, adorei

    Abraço

    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  7. A Lua guarda eternos segredos...
    Maravilhoso post.
    Abraço

    ResponderEliminar
  8. Para mim não há nada que se compara
    com a beleza do mar.
    Linda música amigo Antonio.
    bjs
    Carmen Lúcia-mamymilu

    ResponderEliminar
  9. aaah que mar perfeito, o teu!

    amo o mar pra sempre!

    beij0

    ResponderEliminar
  10. Excelente a foto e a música. Quando vi a foto julgeui que ia ouvir o Fausto !

    ResponderEliminar
  11. Surcar el mar siempre mirando el horizonte y buscando la esperanza...
    Una entrada muy bonita, preciosa fotografía, abrazos miles!

    ResponderEliminar
  12. Que interessante essa dupla linguagem,Antonio.

    Amei a foto e o vídeo tb.

    Divulguei seu blog no mosaico de parceiros do meu,na aba direita,em "Categorias".

    Já viu?

    Basta clicar na sua foto que se chega aqui.

    Traz meu link me ou banner para seu espaço,ok?

    Beijinhos e linda semana.

    Dryka



    Blog Suas Histórias Nossas Histórias

    ResponderEliminar
  13. ✿ ❀ ✿
    Bonjour et merci pour la belle photo, le poème et la vidéo !
    C'est BEAU !!!!
    BONNE JOURNÉE
    et bises amicales d'Asie ❀

    ResponderEliminar
  14. navegar é preciso.(sempre).
    gostei da foto!
    beijos

    :)

    ResponderEliminar
  15. ja sabe que amo tudo que tem que ver com mar,..."navegar e preciso viver nao e preciso":)
    como gosto de barcos,,,
    abr.

    ResponderEliminar
  16. Bom dia amigo!!!
    Navegar é preciso e quando podemos ter o contato com o mar... Ah! é bom demais!!!
    bjs e excelente semana
    Ritinha

    ResponderEliminar
  17. oi Antonio,

    que os segredos do mar,
    escondam o verdadeiro caminho da felicidade,
    a foto está maravilhosa...

    beijinhos

    ResponderEliminar
  18. Bonjour il est splendide ce bateau et ta photo sublime je trouve bise

    ResponderEliminar
  19. Boa tarde, navegando em águas serenas a felicidade chega para todos
    Beijos
    Mundo dos Inocentes

    ResponderEliminar
  20. Excelente foto de uma embarcação, com o azul do mar como pano de fundo.
    Os navegadores portugueses aventuraram-se sem vacilar nos vastos oceanos, descobrindo os segredos que o mar esconde. Primeiro o Atlântico, depois o Índico e o Pacífico.
    Grato pela visita ao Azimute,
    Saudações!
    Jorge

    ResponderEliminar
  21. Natália Correia (1923-1993)

    Do Dever de Deslumbrar…

    “A inútil tragédia da vida
    Não chega a merecer um poema.
    Só o poema merece, por vezes
    A inútil tragédia da vida.

    As pessoas caem como folhas
    E secam no pó do desalento
    Se não as leva consigo
    A fúria poética do vento.

    Para que se justifique a nossa vida
    É preciso que alguém a invente em nós.
    Os que nunca inspiram um poema
    São as únicas pessoas sós…”

    ResponderEliminar
  22. Bom dia Antonio.
    Amo o mar,com todo o seu encanto e mistérios.
    Nós mostra o infinito.
    Vamos sim navegar,conhecer a sua dimensão.
    Um lindo dia.
    Beijos.

    ResponderEliminar
  23. Navegar é preciso. Viver não é preciso...
    Um xero amigo!!

    ResponderEliminar
  24. ¨Não deixes de navegar, o mar é o teu assentamento, é o teu tudo, é a tua chance de alcançar a felicidade.¨

    Lindo demais.

    ResponderEliminar
  25. Muy bonito el poema y esas fotografías enormemente reales, y muy bien echas, felicidades por la pagina también, me ha gustado mucho...existe siempre un lugar...SEGREDOS DO MAR... un abrazo...

    ResponderEliminar
  26. Es un poema muy bonito, y si las fotografías me han gustado mucho, creo que he visto una cigüeña llevando sus ramas para hacer el nido, muy hermosa esa fotografía. Para que imaginemos sólo por un segundo, el trabajo que las aves deben de hacer es extraordinario, el esfuerzo de idas y venidas para hacer y retocar sus nidos con su pico, es increíble... un abrazo

    ResponderEliminar
  27. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  28. A imagem ilustra bem as "Viagens dos Descobrimentos", senti-me como uma navegante do século XV. Além de um belo contraponto com a imagem anterior. É como se estivesses a nos dizer das dicotomias: velocidade x lentidão; pós-moderno x moderno; água x ar... Ficaram muito bacanas as duas postagens assim, uma seguida da outra.

    ;))

    ResponderEliminar