segunda-feira, 14 de janeiro de 2019

de repente


Durmo. Se sonho, ao despertar não sei
Que coisas eu sonhei.
Durmo. Se durmo sem sonhar, desperto
Para um espaço aberto
Que não conheço, pois que despertei
Para o que inda não sei.
Melhor é nem sonhar nem não sonhar
E nunca despertar.
Fernando Pessoa, in "Cancioneiro"


VAI Um passo em frente e E de repente Um salto para trás Tenho um passado Um presente Quero sempre mais E a vida passa e passa o tempo sem esperar por nós E nós ficamos tão sem tempo Tão, somente, sós Tenho o meu mundo É bem pequeno Fecho-me por lá Sinto saudade E, na verdade Deixo-te ficar Meu coração Na tua mão Que se quebra e cai E vem o tempo Que me diz Segue a vida e vai Vai, vai Meu corpo frio Carrega as flores Que plantaste em mim Casa vazia Sem alegria Desaba por fim E a vida passa e passa o tempo sem esperar por nós E nós ficamos tão sem tempo Tão, somente, sós Vai, vai, vai, vai A noite cai A vida vai Meu corpo dói Dor que corrói A noite cai Meu corpo doi E a vida vai Vai, vai, vai, vai

90 comentários:

  1. Bom dia, amigo António
    Mais uma belíssima fotografia, com um óptimo texto!
    Obrigada por me apresentar uma criação portuguesa.
    Votos de uma excelente semana.
    Um abraço
    Beatriz

    ResponderEliminar
  2. Bright but also mysterious. Fabulous photo, very creative, unique. Bravo. :)
    Greetings and hugs. :)

    ResponderEliminar
  3. Uma fotografia que condiz bem com o poema de Pessoa: algo subtil e misterioso…
    Uma boa semana.
    Um beijo.

    ResponderEliminar
  4. El punt de vista baix ens condueix cap a la llum.
    Una abraçada, António.

    ResponderEliminar
  5. Grande Combinação:))

    O nosso amigo Gil António, diz :- São os teus olhos o néctar

    Bjos
    Votos de uma óptima Segunda - Feira

    ResponderEliminar
  6. Una imagen muy bonita que junto al poema y al vídeo, se engrandece.
    Un abrazo Antonio

    ResponderEliminar
  7. Great picture.
    The video is touching.
    Awesome weeks to you!

    ResponderEliminar
  8. Um post absolutamente extraordinário, num todo de notável coerência!...
    Parabéns pelas magníficas escolhas, António!
    Um grande abraço! Feliz semana!
    Ana

    ResponderEliminar
  9. Uma foto magnífica!
    Gostei imenso do poema de Fernando Pessoa.
    Beijinhos,
    Ailime

    ResponderEliminar
  10. Mirando esa luz impactante podemos animarnos a soñar, los sueños son el inicio de muchas decisiones. Abrazos

    ResponderEliminar
  11. Existe siempre un lugar en el que encontraré buena música, canciones con letras llenas de sentido y es, cómo no, Existe Sempre um Lugar. Me ha encantado la letra y la interpretación. Un abrazo.

    ResponderEliminar
  12. De repente tudo é possível
    Boa semana
    Abraço

    ResponderEliminar
  13. Oi Antonio

    Sua escolha é realmente ótima.
    Gostei da foto e o texto de Fernando Pessoa é muito bem escolhido.

    Atenciosamente,
    Helma

    ResponderEliminar
  14. Fotografía original con ese punto de vista de la cámara, a ras de suelo, que dota al primer plano de una gran riqueza de texturas y a todo el conjunto de una visión diferente a la habitual.
    Un abrazo,

    ResponderEliminar
  15. "E a vida passa e passa o tempo sem esperar por nós
    E nós ficamos tão sem tempo
    Tão, somente, sós"
    GOSTEI, amigo António!
    Gostei da foto, dos versos de Pessoa e da letra e interpretação da canção.
    Venham mais!
    Beijo e uma excelente semana.

    ResponderEliminar
  16. "E vem o tempo
    Que me diz
    Segue a vida e vai"
    A vida me trouxe aqui e tive a sorte de apreciar um belíssimo espaço!
    Voltarei mais vezes!

    ResponderEliminar
  17. Un punto de realidad y el resto a modo de ensoñación.
    Buen trabajo alrededor de ese concepto.
    Un abrazo Antonio.

    ResponderEliminar
  18. Hacia el infinito a ras de suelo. Buena luz.
    Un abrazo.

    ResponderEliminar
  19. Adoro esta canção-Não me canso de a ouvir.
    Abraço

    ResponderEliminar
  20. Bonita fotografia tão bem adornada com esta melodia
    Abraço

    Kique

    Hoje em Caminhos Percorridos - Trump inicia construção de muro!!...

    ResponderEliminar
  21. Temos que estar atentos que a vida passe mas, que espere por nós.

    O poema conhecia a canção não. Boa fotografia.

    ResponderEliminar
  22. Buen plano con la cámara a ras de suelo para encuadrar la foto.

    Saludos.

    ResponderEliminar
  23. La fotografía es muy buena e invita a soñar.Soñar con la mar,por ejemplo.Merece la pena!!
    Besucos

    ResponderEliminar
  24. What a wonderful lyrics, I like it!
    Thank you for the wonderful photo too!
    Have a great week,
    best wishes, Claudia

    ResponderEliminar
  25. Hello Antonio!
    Magnificent photo and wonderful lyrics and music!
    Your choices are always great! Have a lovely week!
    Dimi...

    ResponderEliminar
  26. "И жизнь проходит, и время проходит, не дожидаясь нас
    И мы так вне времени.
    Так что только в одиночку
    Иди иди иди иди"

    Спасибо, вам.

    ResponderEliminar
  27. Página linda!!!
    Esta letra é um poema profundo e cheio de nuances.

    ResponderEliminar
  28. Dormir, sonhar
    Ir, vir
    Andar
    sorrir
    Viver, enfim!

    Boa semana!
    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  29. Sonhar para viver
    e viver para sonhar.
    bela postagem
    Feliz terça
    Beijos

    ResponderEliminar
  30. Para sonhar é necessário viver. O sonho não pode estar em um sonho. Saudações.

    ResponderEliminar
  31. Thank you for sharing the video.
    Hope these January days are passing well for you.

    All the best Jan

    ResponderEliminar
  32. Bon punt de vista per aquesta foto i molt ben acompanyada

    Abraçades

    ResponderEliminar
  33. A fotografia é muito bonita e o poema do Pessoa um tanto enigmático, não tão claro como a luz da imagem, mas gosto de ambos, fotografia e poema. Um abraço!

    ResponderEliminar
  34. Subtil silhueta humana a da foto, cujo enquadramento é muito bom.
    Quanto ao poema, Pessoa é Pessoa, aqui parecendo-me conclusivamente fatalista!
    Estando eu em maré de confissões, confesso que desconhecia este tema musical de que gostei bastante.
    Resto de boa semana
    Abraço
    VB

    ResponderEliminar
  35. Um poema de Pessoa que não conhecia onde ele fala do sonhe, o sonho enquanto se dorme, mas quando se desperta, lá desaparece tudo, nada ficou do sonho; dizem que sempre sonhamos, mas que nem sempre lembramos o que aconteceu durante o sonho; despertamos e , como ele, também acho que não sabemos o que vai acontecer depois desse despertar, porque num instante tudo muda e no instante seguinte ao despertar podemis já não ter a chance de chegar à noite, adormecer e sonhar ou não. É assim a vida, sempre a rodar , fazendo mudanças a cada instante, deixando-nos com grandes incertezas sobre o que nos espera daqui a pouco . Sei que agora vou dormir, mas não sei se vou sonhar, se vou lembrar o que sonhei e, muito mais importante que isso, não sei se vou despertar. Tenho a certeza que agora te parabenizo pelo interessantissimo post, te desejo uma noite sem pesadelos e te deixo um abraço. Não tenho a certeza de mais nada
    Emília

    ResponderEliminar
  36. wow this beautiful music and too the picture
    hello AG

    ResponderEliminar
  37. Soñar es innato en nuestra esencia… Los sueños nos impulsan, nos visten el camino de esperanza… Solo hay que estar lo suficientemente despiertos, para saber que son sueños, y que creer en ellos, es el primer paso para conseguirlos…
    Precioso post, querido amigo.

    Un abrazo grande, y muy feliz tarde.

    ResponderEliminar
  38. Esta estupenda fotografía, el desenfoque la
    hace muy atractiva.
    Un abrazo.

    ResponderEliminar
  39. Para mim é sonhar e despertar sempre!
    (que me perdoe Fernando Pessoa)

    :)


    Boas inspirações para 2019!
    beijinhos.

    ResponderEliminar
  40. Mas é preciso sonhar sempre, porque cada vez "que o homem sonha, o mundo pula e avança, como bola colorida nas mãos de uma criança". Gostei da perspectiva da foto.
    Abraço
    Ruthia d'O Berço do Mundo

    ResponderEliminar
  41. Qué cierto, Ag, la vida pasa y no se detiene, no nos espera. Quizá trae algo para nosotros, pero no siempre llegamos a tiempo de cogerlo. Y se va...

    ResponderEliminar

  42. Vou-te ser franca, não me tinha apercebido ainda que tinha saudades de passar por aqui!
    E hoje vim e demorei-me, como gosto de fazer, a beber as palavras, a absorver os pormenores da fotografia (que gostei imenso), a apreciar a música acompanhando com a letra e o vídeo...
    E ainda bem que vim e fiquei, porque não conhecia este projecto "The Code", a banda açoriana com a voz brutal da Marisa Oliveira.
    Tenho andado desatenta do que se passa no panorama musical português e tu, como excelente embaixador que és da Música Portuguesa, tens sempre aqui publicações muito boas. Por isso por aqui me tens de novo para apreciar as tuas fotografias e saciar-me de música e palavras em português!

    Beijinhos gratos
    (^^)

    ResponderEliminar
  43. Como sempre adorei a partilha. A foto, a música.. Adoro Fernando Pessoa.
    Obrigada pela partilha, espero que tenha um 2019 maravilhoso.
    Convido-o a ler o último capítulo de "Um Oceano entre nós" aqui: Um Oceano entre nós - FINAL
    Beijinho

    ResponderEliminar
  44. Por favor,déjame tu correo electrónico para invitarte a mi blog cuando lo deje privado

    ResponderEliminar
  45. Melancolia dolorosa e repleta de muita saudade . Bela canção.
    Abraços.

    ResponderEliminar
  46. Un placer visitarte.
    Todo muy bello.
    Un abrazo.

    ResponderEliminar
  47. Queridos amigos leitores,

    é com todo o carinho que vos convidamos a ler o capítulo 5 do nosso conto escrito a várias mãos "Ecos de Mentes". Que esta semana chegou pela mão do Albino Pereira, interpretando a personagem Matilde.

    Votos de excelente fim-de-semana!
    Saudações literárias

    ResponderEliminar
  48. Hay veces que estamos despierto y creemos que estamos soñando y hay veces que nuestros sueños nos parecen una realidad.

    Besos

    ResponderEliminar
  49. A foto é sublime!

    Beijo e bom fim-de-semana.

    ResponderEliminar
  50. Una luz potente, cegadora, impactante pero necesaria.
    Necesitamos esa luz,amigo.
    Un abrazo.

    ResponderEliminar
  51. Existe siempre un lugar en el que es agradable volver. Este es uno de ellos. Enhorabuena por tan precioso poema y por tan bonita canción.
    La vida nos invita a que continuemos a pesar de que nos arrebate muchas cosas. Quizá sea la oportunidad y garantía de un renacer más completo. El antes quizá nos ofreció la visión de la propia vida rellena de hechos, hazañas y de haberla vivido suspendido sobre ella hasta llegar al vacío; al espacio abierto y sagrado del que hablas y del que no sabes si es un sueño o realidad. Seguimos viviendo entre sueños imposibles y realidades posibles. Es la vida humana, que mientras se adapta a nuevas circunstancias se queda luchando sola y en rebeldía.
    Un cordial saludo

    ResponderEliminar
  52. Oi amigo

    Um postagem verdadeira e o vídeo veio para completar minha tristeza.
    Estou doente...
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderEliminar
  53. Todos os dias a vida é diluída como bolhas de sabão ... Por tudo isso, temos que viver plenamente em cada momento. Um grande abraço adorei ler

    ResponderEliminar
  54. Todos os dias a vida é diluída como bolhas de sabão ... Por tudo isso, temos que viver plenamente em cada momento. Um grande abraço adorei ler

    ResponderEliminar
  55. Maestro, me encanta eso del sueño. Será que estamos en un sueño eterno?. Me hizo recordar a Pedro Calderón de la Barca, en la vida es sueños. Un abrazo. carlos

    ResponderEliminar
  56. De Repente deparo-me com uma sublime foto, belíssimo poema de Fernando Pessoa e a terminar um espetacular video.
    Parabéns!!

    ResponderEliminar
  57. Que lindo poema tem esta canção, tão simples, mas tão rica. Amei!
    Obrigada pelos votos, retribuo por inteiro, não obstante o frio, as nuvens cinzentas e hoje ainda o vento para ajudar...
    Um abraço.

    ResponderEliminar
  58. Um lindo poema de Fernando Pessoa, que acompanha muito bem a foto e música! :) Boa semana.
    --
    O diário da Inês | Facebook | Instagram

    ResponderEliminar
  59. Foto suggestiva e bellissima che ben si accompagna alla bella poesia di Pessoa.
    Buon inizio settimana!

    ResponderEliminar
  60. Não conhecia esta música, tenho que a ouvir com atenção

    r: Muito, muito obrigada! Fico contente com esse retorno

    ResponderEliminar
  61. "Casa vuota
    Nessuna gioia
    Finalmente crolla"
    Perfettamente con te meglio un cielo stellato che una casa vuota.
    Ogni casa è uno scrigno dove sono tutti gli attrezzi per decollare con la creatività se si vuota ...
    mai far vincere la solitudine

    ResponderEliminar
  62. Grande fotografia muito bem acompanhada!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  63. https://poemasdaminhalma.blogspot.com/
    Olá caro António!
    Bela foto, belo tema e musical bem combinado. Gostei imenso.
    Obrigada por ter vindo.
    Beijinhos.
    Luisa

    ResponderEliminar
  64. Everything is so beautiful.
    Good evening and greetings.

    ResponderEliminar
  65. Fantastica entrada , la imagen la musica y el texto son realmente de gran belleza,saludos.

    ResponderEliminar
  66. Tudo em perfeita sintonia, Foto, Poema e Música.
    Um abraço
    Maria
    Divagar Sobre Tudo um Pouco

    ResponderEliminar
  67. Gostei da música.
    Boa continuação de final de mês.

    ResponderEliminar
  68. Muy bonita fotografía. Un beso y buena tarde.

    ResponderEliminar
  69. ¡Buen contenido fotografico, con una atmósfera que te invade!

    Un abrazo.

    ResponderEliminar
  70. De repente, encontrei o milagre no centro do sertão !

    ResponderEliminar
  71. Amigo António
    Acabo de fazer, por mero acaso, uma descoberta. Há bocado, vi um comentário seu no meu Blogger! Não pretendo moderar comentários, nem fiz nada para isso, mas eles aparecem-me lá. Agora, abri a minha conta de Gmail, enquanto o meu pai está a lanchar, e encontrei este seu comentário de dezembro. Será esta a explicação para não ter encontrado os comentários que me fez?! Eu atraso-me muito a agradecer e a fazer visitas, porque tenho o meu pai para cuidar e, por outro lado, os comentários, como era costume, não chegam todos à minha conta de Gmail. E, infelizmente, não sei o que fazer para continuar só a recebê-los na conta de Gmail, sem ter moderação.
    Agora vou agradecer-lhe a bela música, os poemas publicados e a magnífica fotografia desta sua publicação. É sempre tudo encantador! Obrigada por partilhar.
    Em dezembro, fui ao Algarve, passar o Natal com a minha filha e vi um pôr-do-sol deslumbrante em Ferragudo. Nunca tinha visto nada mais belo! Gostei da praia, das baías, da música que se fazia ouvir, talvez cantada por amadores com belíssimas vozes, a temperatura era amena, andei de baloiço com as minhas netas e a filha. Senti-me menina outra vez.Foi inesquecível!
    Dias felizes, é o que lhe desejo.
    Um grande abraço
    Beatriz

    ResponderEliminar