quarta-feira, 13 de agosto de 2014

Carência


“A carência causa a necessidade imediata do fantasioso e do inexistente”


Jorge Palma - Valsa Dum Homem Carente

Valsa dum homem carente
Se alguma vez te parecer
ouvir coisas sem sentido
não ligues, sou eu a dizer
que quero ficar contigo
e apenas obedeço
com as artes que conheço
ao princípio activo
que rege desde o começo
e mantém o mundo vivo

Se alguma vez me vires fazer
figuras teatrais
dignas dum palhaço pobre
sou eu a dançar a mais nobre
das danças nupciais
vê minhas plumas cardeais
em todo o seu esplendor
sou eu, sou eu, nem mais
a suplicar o teu amor

É a dança mais pungente
mão atrás e outra à frente
valsa de um homem carente
mão atrás e outra à frente
valsa de um homem carente

53 comentários:

  1. Antes que nada Antonio, te quiero felicitar por haber instalado la traducción. Si bien yo entiendo tu lengua , al ser escrita cuesta más. En mi nombre GRACIAS.
    La imagen es muy linda pero triste, ¡Cuánta gente necesitada hay en estos tiempos ! Tus versos toman el tema y le dan un vuelco de optimismo. Me gustó mucho.
    Un abrazo gigante.

    ResponderEliminar
  2. Muy bonita la imagen y por supuesto el texto, un abrazo.

    ResponderEliminar
  3. Linda "viagem" essa, entre o inexistente e fantasioso! abraços,chica

    ResponderEliminar
  4. Boa tarde António Gomes

    Parabéns pela foto, que é maravilhosa.
    Gostei da musica, não conhecia,

    Beijinhos
    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  5. Estupenda foto!

    Palma nunca foi dos meus cantores mais apreciados, mas esta valsa agradou-me.

    Bom resto de dia, António :)

    ResponderEliminar
  6. Feliz quarta-feira!
    Se podemos dizer que a carencia é algo bom, então diria que o poema é sensacional.
    De uma harmonia que nos faz imaginar o que realmente é se sentir sozinho.
    Fraterno abraço
    Nicinha

    ResponderEliminar
  7. Oi António, ser carente de um amor podemos recuperar, o difícil e ser carente de nossa juventude. Isso dói ao quadrado, tanto a mente quanto o corpo padece.( pense...).
    Uma boa noite para você.
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderEliminar
  8. A carência faz sonhar, e o todo sonho se veste de fantasia, ao
    mesmo tempo que todas as vidas pequenas precisam de um
    grande sonho que lhes dê asas e as salve da pequenez.
    Foto linda e Jorge Palma, um dos meus cantores preferidos.
    Está tudo dito, António!
    xx

    ResponderEliminar
  9. Ser carente,não é bom,atrapalha qualquer ser.
    bjs amigo Antonio e obrigada sempre pelas visitas.
    Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar
  10. La necesidad agudiza el sentido y la creatividad. La foto es habla por si misma.
    Un abrazo

    ResponderEliminar
  11. UNA IMAGEN Y CANCIÓN MUY DICIENTES.
    UN ABRAZO

    ResponderEliminar
  12. Já sofri e sofro com essas consequências da carência...
    Bela foto, bjus.

    ResponderEliminar
  13. A carência nos chama para a vida.
    Cadinho RoCo

    ResponderEliminar
  14. Tocan tiempos de escasez. Preciosa foto.
    Un beso.

    ResponderEliminar
  15. a peaceful image and a beautiful song ! very nice

    ResponderEliminar
  16. Olá Antonio
    A carência nos faz fantasiar e sonhar e nesta busca o inexistente toma forma e apresenta-se real.
    Belíssima foto! E a música também.
    Um carinhoso abraço

    ResponderEliminar
  17. Às vezes me sinto tão carente, tão querendo colo... mas na verdade há pessoas carente de fato, destituídos de bens materiais, emocionais, de amparo. Sou uma privilegiada, eu penso. Mas continuo querendo colo.

    ResponderEliminar
  18. Todos somos um pouquinho carentes e fantasiamos o inexistente , com mais frequência que deveríamos, não?
    Gosto de Jorge Palma e de fotos em sépia. São nostálgicas.
    abraço AG

    ResponderEliminar
  19. A carencia nos induz ao erro de achar que é real, aquilo que nao passa de sonhos, criados por nos mesmos...

    ResponderEliminar
  20. concordo com a citação.
    a valsa do Jorge Palma ficou bem aqui.
    a foto como sempre é excelente.
    um beijinho

    :)

    ResponderEliminar
  21. Muy bueno el procesado de la foto, le hace parecer antigua.
    Un saludo

    ResponderEliminar
  22. Lindo o texto, linda a foto, linda a intenção da mensagem!

    www.lucadantas.blogspot.com.br

    ResponderEliminar
  23. Bonita foto Antonio, un encuadre estupendo y un tono precioso!
    Saludos!

    ResponderEliminar
  24. Your beautiful photo has put me in a peaceful place ... thank you

    ResponderEliminar
  25. Boa tarde Antonio.
    Lindíssima imagem.
    As vezes na minha opinião ficamos carentes, a minha filha vai e volta me diz mãe me da um abraço, e vai logo dizendo hoje estou carente, ate hoje não sei o porque rsrs, acho que o dela é precisa de demostração de amor diária rsrs, no meu caso as vezes sinto carente de um colo rsrs, poder desabafar e receber carinho rsrs. Mas se perguntar a alguém da minha família se ter algum carente, todos vão dizem logico que não estou carente, isso chama-se vergonha de mostrar o seus sentimentos.
    Mas hoje eu não estou carente, estou legal, gracas a Deus rsrs.
    Uma feliz sexta-feira.
    Abraços.

    ResponderEliminar
  26. Mais uma vez uma excelente foto. Bonita a música do Jorge Palma. Carentes estamos todos nesta altura do campeonato.
    Carentes de paz, de justiça, de solidariedade, de saúde, sei lá mais do quê.
    Um abraço

    ResponderEliminar
  27. Que linda mais
    essa poesia!
    Encantada alimento
    minha emoção.

    Bjins
    Linda noite e belo novo dia.
    CatiahoAlc./ReflexodAlma

    ResponderEliminar
  28. visitando su blog, les dejo un afectuoso saludo desde mi blog www.creeenjesusyserassalvo.blogspot.com

    ResponderEliminar
  29. OI ANTÔNIO!
    ASSIM O É, POR NOSSA FRAGILIDADE , POIS PARA NOS PROTEGERMOS, MUITAS VEZES FANTASIAMOS SITUAÇÕES QUE NADA TEM HA VER COM A REALIDADE DA QUAL TENTAMOS FUGIR.
    LINDA IMAGEM E MÚSICA
    ABRÇS
    http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  30. Me ha encantado la conjunción entre la imagen y el poema. Hacen un todo indisoluble. Precioso blog

    ResponderEliminar
  31. Me ha gustado tu bloc, he encontrado cosas muy interesantes, te invito a visitar el mío esta semana mesas marineras, restaurantes curiosos y una receta refrescante espero que te gusten mis propuestas y me encantaría que si no eres seguidora te hicieras para seguir compartiendo nuestros blogs
    Elracodeldetall.blogspot.com

    ResponderEliminar
  32. Caro amigo

    Chegar aqui,
    escutar uma canção destas,
    ler sua letra,
    ver as fotos que escrevem poemas
    com suas imagens,
    é um tributo ao belo...

    ________________________

    Que tenhas tempo
    de descobrir que a vida
    se alimenta dos momentos presentes,
    e que nestes momentos
    está a nossa felicidade.

    ResponderEliminar
  33. E não é que a valsa do homem carente
    ficou linda, uma bela valsa

    Abraços de bom final de semana

    └──●► *Rita!!

    ResponderEliminar
  34. Linda dañça da imaginação, abarço Lisette.

    ResponderEliminar
  35. Extraordinaria imagen acompaña a un hermoso texto.

    Saludos

    ResponderEliminar
  36. Una muy bella composicion, que has editado de un modo que me encanta

    Saludos

    ResponderEliminar
  37. Thank you for the visit on my blog.

    You are taking beautiful photos, and even though the fisherman is on his way to work you have catched the silence in the moment :-)

    ResponderEliminar
  38. Todos somos um pouco carentes, há um pouco de carência em nós quando desejamos ter colo ou simplesmente um abraço.

    Um bom fim-de-semana!

    Alexandra

    ResponderEliminar
  39. Só o Jorge Palma ilustraria as suas fotos com tanta intensidade, AG. Excelentes escolhas.
    Um abraço, bom fds...

    ResponderEliminar
  40. j'aime cette couleur sépia et cette douce mélancolie...

    ResponderEliminar
  41. Sabe bem uma musiquinha, para variar!
    Boas férias para si!

    ResponderEliminar
  42. Tema muito actual neste momento da minha vida - carente de tudo: de afectos, de compreensão, de diálogo, de um ombro amigo...mas, ninguém se apercebe.
    E, mesmo quando o solicito dizem que não preciso, sou forte
    enfim...quanta injustiça, os seres terrestres estão cada vez mais desumanos

    OBRIGADO pela visita ao meu blog
    gostei das palavras que deixou
    ...
    Parece que a minha foto reportagem lhe agradou...
    Sim é bom viver uns dias num espaço agradável, longe da aglomeração e da poluição de vária ordem

    Já agora se quiser, poderá espreitar outro meu espaço:

    http://tempolivremundo.blogspot.pt/

    Fique bem
    Tulipa/Kalinka

    ResponderEliminar
  43. Muito bom o escrito.Quando a carência existe, significa que há certo vazio que deve ser preenchido.Acho que é um aviso para nós mudarmos alguma coisa.Abraços, meu amigo!

    ResponderEliminar
  44. Excelente fotografía y muy bella canción. Un abrazo

    ResponderEliminar
  45. Faz também com que se abrace o que não faz bem.
    É muito linda sua foto. A música, não conhecia. Abraço.

    ResponderEliminar
  46. Bonjour qu'elle est belle ta photo et je pars encore dans mes rêves avec toi
    merci beaucoup

    ResponderEliminar
  47. Me gusta la paz y la sencillez de la imagen, y las palabras que la acompañan

    ¡Abrazos!

    ResponderEliminar
  48. Curto muito ver suas imagens e os títulos que voce dá para todo o conjunto.
    Carência parece as vezes soa ser apelativo, mas um carinho sempre faz bem.

    Bjs

    ResponderEliminar
  49. A carência pára logo, com os pés bem assentes na terra e o não nos iludirmos!!
    Bela foto!!

    ResponderEliminar