segunda-feira, 11 de agosto de 2014

Sem esforço

“Temos a capacidade de olhar e de imaginar imensos diálogos, que nunca vão acontecer.”



Susana Félix – Flutuo

Flutuo, consigo deslindar o meu gosto sem esforço
Balanço é o que a maré me dá e eu não contesto
O meu destino está fora de mim e eu aceito
Sou eu despida de medos e culpas, confesso

Hoje eu vou fingir que não vou voltar
Despeço-me do que mais quero
Só para não te ouvir dizer que as coisas vão mudar
Amanhã

Flutuo, consigo deslindar o meu gosto sem esforço
Balanço é o que a maré me dá e eu não contesto
Amanhã, pensar nisso sempre me dá mais jeito
Fazer de mim pretérito mais que perfeito

Hoje eu vou fingir que não vou voltar
Despeço-me do que mais quero
Só para não te ouvir dizer que as coisas vão mudar
Amanhã, amanhã
Hoje eu vou fugir para não me dar a vontade de ser tua

Só para não me ouvir dizer que as coisas vão mudar
Amanhã, amanhã, amanhã
Flutuo

49 comentários:

  1. Linda foto e realmente nossa imaginação é capaz de voar! abraços,chica e linda semana!

    ResponderEliminar
  2. oi Antonio,

    é mesmo,
    já me peguei algumas vezes falando sozinha,
    é essa danada dessa imaginação...

    beijinhos

    ResponderEliminar
  3. Uma imagem fabulosa.
    Parabéns pelo talento.

    Meu beijo!

    ResponderEliminar
  4. De tal forma que até os julgamos reais!
    Bela foto!

    Abraço

    ResponderEliminar
  5. E como é voar... dar asas a nossa imaginação!
    Linda foto.
    Abraços e uma boa semana!
    Mariangela

    ResponderEliminar
  6. La imagen es muy buena, peró los reflejos son realmente extraordinários.
    Un abrazo

    ResponderEliminar
  7. Oi António,
    Eu não gosto do pretérito mais que perfeito, da a certeza que não farei mais, gosto do presente e deixo o outro tempo nas lembranças.Vivo o hoje com todas as tribulações da vida.
    Gostei da sua frase e do vídeo.
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderEliminar
  8. Bonita imagen y excelentes reflejos, saludos.

    ResponderEliminar
  9. Vivemos o hoje,mas muitas vezes o ontem esta dentro de nós e fica difícil em esquecê-lo.
    Lindas palavras.
    bjs amigo Antonio.
    Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar
  10. Oh la Antonio.. Superb image of Percy Pelican :)

    ResponderEliminar
  11. Uma bela imagem que dá asas à nossa imaginação e flutuarmos no espaço sem destino nem rumo, confundindo os nossos desejos com a realidade.
    Um abraço,
    Jorge

    ResponderEliminar
  12. Es verdad Antonio. Podemos imaginar cuanto se nos ocurra. Hermosa imagen. Hermosos versos.
    Un abrazo.
    ¡Buena semana !

    ResponderEliminar
  13. Pois temos...por isso o futuro é uma incógnita!

    ResponderEliminar
  14. Boa tarde Ag

    Linda imagem, belissima musica...Adorei

    Beijo e uma semana feliz.

    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  15. Oi António :)
    A música é bonita,
    parece uma poesia.
    Sim, temos a capacidade de criar diálogos que nunca vão acontecer,
    isso ocorre com todo mundo...
    Beijos e uma semana maravilhosa!

    ResponderEliminar
  16. Olá António
    Pois é a nossa capacidade imaginativa que nos faz sonhar...muitas vezes acordados..:-)))
    E flutuando com a Helena Felix, lhe desejo uma óptima semana!
    Um sorriso para si..:-))))
    Teresa

    ResponderEliminar
  17. Antoinio
    Baptizei a Susana Felix de Helena...:-))) fica a emenda!
    Teresa

    ResponderEliminar
  18. Que belleza de versos.
    Así se desliza la naturaleza sin esfuerzo.
    Simplemente SIENDO.
    La fotografía espectacular.
    Beijos.

    ResponderEliminar
  19. I could dream and imagine stories on each image !
    these is beautiful with the reflections

    ResponderEliminar
  20. Mais uma bela foto, acompanhada de um belo poema!

    ResponderEliminar
  21. Passando pra desejar uma semana maravilhosa...

    Beijos
    Ani

    ResponderEliminar
  22. E como imaginamos...
    Bjus e parabéns pela foto.

    ResponderEliminar
  23. Siempre podemos imaginar o incluso enfrentarnos a la realidad... bonitos brillos!!

    Abrazos

    ResponderEliminar
  24. Foto esplêndida! Legenda muito verdadeira.
    bj

    ResponderEliminar
  25. Excelente imagem. A canção não conhecia. E a imaginação? Bom essa nem dá para imaginar como seria a vida sem ela.
    Um abraço

    ResponderEliminar
  26. Que ave exótica. Excelente captura.

    Abraços

    ResponderEliminar
  27. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  28. Hermoso don de poder volar con la imaginación. Preciosa imagen y precioso reflejo.
    Buen martes.
    Un beso.

    ResponderEliminar
  29. Qué bonito Pelícano! y con todo detalle. Felicidades, preciosa fotografía.
    Un abrazo Antonio :)

    ResponderEliminar
  30. Hoje sou eu que flutuo...com imenso esforço...
    Abraço

    ResponderEliminar
  31. Seguro que las cosas cambiarán, pero no sabemos como ni cuando ni hacía dónde. El mundo es cambiante amigo.
    Un abrazo

    ResponderEliminar
  32. BOnjour et alors il est superbe avec son grand bec
    il doit en manger des poissons plus que moi je pense
    bisous

    ResponderEliminar
  33. Eu então sou mestra a imaginar esses diálogos que nunca acontecerão, imaginação fértil é o que é!...:-)
    Melhor mesmo que sejamos esse pretérito mais que perfeito a que a Susana Félix se refere.
    Belíssima foto!
    xx

    ResponderEliminar
  34. Your photos are poetry to me ..
    Wonderful song .

    Have a beautiful day

    ResponderEliminar
  35. Finalmente vou de férias!
    Confesso que estou necessitado de descansar.
    Desde que vim para Itália, no dia 29 de Maio, tenho dado belos passeios, visitado locais que não conhecia e revisitado outros já conhecidos.
    Mas, a par disso, o trabalho tem sido a um ritmo bastante acelerado, com o intuito de, o mais rapidamente possível, poder regressar a Portugal. Este objectivo ainda está um pouco longe de ser alcançado…
    Agora chegou o momento de gozar férias. E aí vou eu, no próximo dia 14.
    O regresso… é uma incógnita. Quando voltar vos farei saber 
    Para que não me esqueçam… deixo-vos mais algumas fotos do passeio que me foi oferecido como prensa de aniversário…
    Para veres as fotos e o resto do texto… terás que ir ao “DEUSA” 
    Um abraço
    Miguel

    ResponderEliminar
  36. EXCELENTE MÚSICA. GRAN IMAGEN.
    UN ABRAZO

    ResponderEliminar
  37. Para variar, uma foto magnífica.
    Respondendo à sua pergunta sobre as cigarras... O facto é que até vi uma na tarde de domingo mas escapuliu-se tão rápido que não consegui fotografá-la. No entanto já publiquei uma foto de uma cigarra que, já cansada do verão, pousou no chão do meu pátio. Como estava muito sossegada, tirei-lhe o retrato. :)

    ResponderEliminar
  38. Bonita foto!! me encantan los reflejos del agua!!
    Saludos

    ResponderEliminar
  39. A amizade é magia sem fronteiras
    que nos une tantas amizades tantos amores,
    num lugar infinito e silencioso,
    palavras, email trocados ,gestos de carinho
    promessa de amizades e de amores eternos.
    Quantas vezes sorrimos ,quantas vezes choramos,
    outras quase morremos de saudades
    sem nunca termos trocado um único olhar.
    Beijos no seu coração.
    Evanir.

    ResponderEliminar
  40. Belle photo, aux reflets dignes d'une peinture!

    ResponderEliminar
  41. Oi António,
    Obrigada pela visitinha ao meu blog. Adorei o seu e já estou seguindo.
    Suas fotos são lindas!
    Abraços.

    ResponderEliminar
  42. Una imagen preciosa, espectacular!!
    Un abrazo!

    ResponderEliminar
  43. A Vida vai passando e cada vez mais a nossa Imaginação é mais Objectiva e nada de Ilusão!
    Bela foto.

    ResponderEliminar
  44. Wowwww

    Tanto la imagen del animal como los reflejos son bellisimos...

    Y las palabras, muy acertadas

    ResponderEliminar
  45. Olá AGomes, belíssima essa imagem captada. A sensação imediata é de uma pintura, onde se mistura a ondulação da água com as penas da ave, e onde quase não se desvenda onde inicia a ave e onde acaba a água.Tão linda.

    Sim, imaginamos muitos diálogos, onde falamos e respondemos, antecipando a reação do outro e ensaiando já a resposta. Imaginamos conversas acesas, discussões acaloradas, onde prevalece sempre nossa própria fala, a fim de frisar o que a voz nunca chega a dizer, imaginamos roturas, que por vezes, nem chegam a suceder... às vezes, até imaginamos sofrimentos e dores que nem chegam a vir. Houve até quem dissesse, um escritor qualquer que agora não recordo qual, algo como:"perdemos tempo de vida, sofrendo pelo que nunca chega a acontecer de facto" - esses somos nós, humanos de pé no chão.
    Abç amigo

    ResponderEliminar